Contactos

.

  • Pessoa de contato: .
  • Telefone: +55 (11) 999999-99-99
  • Endereço postal: novamulher.atendimento@hotmail.com, São Paulo, São Paulo, ---Selecio, Brasil

Renovações do site

Relação sem futuro?

12/07/11 12:34

Relação sem futuro?

Saiba o que fazer e como iniciar a conversa com o parceiro quando a saída for a separação

alt text

Falta de interesse no lazer a dois, boicote ao sexo e nenhuma expectativa em comum com o parceiro podem ser indícios de que a relação não está indo bem. Para piorar, a maioria dos homens não gosta de falar sobre o assunto, mas todo o esforço é valido para descobrir quando a relação tem ou não futuro.

A felicidade, acima de tudo É fácil saber quando estamos felizes e satisfeitos e quando é o contrário. Num relacionamento a dois, esses sentimentos dependem de ambos os lados para construir uma união prazerosa, o que significa que o esforço de cada um para tal também deve ser considerado.

“Rotina e a convivência são os grandes desafios”, aponta Patrícia Cardoso, mestre em Sexologia. Existem casais que estão juntos, mas não convivem sob o mesmo teto, pois alegam que a relação melhora tanto que influencia até na sexualidade. Isso mostra que em muitos casos, pequenas atitudes podem salvar o namoro ou o casamento desde que exista comprometimento do casal. Tudo depende da disposição para se acertarem.

Quando a saída é a separação Se depois de ponderar toda a situação e chegar à conclusão de que o melhor é a separação, inicie o diálogo com seu parceiro. O importante é ter consciência de que manter uma relação não é uma imposição, e sim uma escolha.

O sentimento de alívio após a decisão pode ser comum, mas o de frustração também é normal, considera a sexóloga. “As cobranças internas são muitas e a sensação de não ter conseguido manter a chama acesa é muito incômoda”, diz Patrícia.

No entanto, o o psicólogo e terapeuta de casais Josef Yaari enfatiza que a frustração nunca deve ser encarada como uma derrota. “Sempre há um aprendizado e é preciso assumir que o parceiro não está no relacionamento para atender a todas as expectativas”.

Para o terapeuta, a necessidade de mudança de rumo não deve ser encarada como culpa ou atribuída à ideia do que deve ser certo ou errado. A decisão deve ser tomada de forma madura, com a consciência de todos os pontos positivos e negativos que virão como consequencia.

Como iniciar a conversa Cada mulher tem o seu jeito: umas vão direto ao ponto, outras começam pelo boicote ao sexo. Alegam estar sempre cansadas e, na hora do sexo, não demonstram afeto. Outro indício é não dar importância às expectativas do outro, não fazer planos para o futuro ou demonstrar desinteresse no lazer a dois.

A sexóloga Patrícia conta que mostrar essa insatisfação “aos poucos”, na maioria das vezes, não surte muito efeito. “O homem é menos propenso a assumir que não há outra saída. Melhor mesmo é abrir o jogo, mas com respeito e sem ofensas”, aconselha.

Comece perguntando ao parceiro como ele está se sentindo em relação à situação, e reconheça que a responsabilidade é sempre dos dois. “Nesse momento, já deixe claro que você não está bem no relacionamento e quer partir para novas decisões,” explica Yaari.

Nunca denuncie, critique ou jogue a culpa no outro. Apenas assuma que os dois tentaram, fizeram o que puderam e simplesmente é hora de tomar novos rumos, seja juntos ou separados. Descubra onde está a sua felicidade e corra atrás dela!

Texto: Larissa Faria
Consultoria: Patrícia Cardoso, mestre em Sexologia. Josef Yaari, psicólogo especialista em terapia de casais, consultor e diretor do Instituto PróLibera.
Foto: Thinkstock/Getty Images

fonte.http://www.papofeminino.com.br/altoastral/pt/index.php?acesso=detPortalTexto.php&codportal_categoria=5&codportal_texto=3010